EXAMES PARA COMEÇAR A CORRER

EXAMES PARA COMEÇAR A CORRER

Se você pretende iniciar os treinos de corrida, saiba que é fundamental realizar exames médicos para conhecer o seu próprio corpo – e não correr acima das suas condições físicas. Uma avaliação física e nutricional dará um diagnóstico do seu estado de saúde, mostrando que cada um é diferente do ponto de vista da capacidade física. Dessa forma, os treinos serão específicos e adequados a necessidades individuais.

Será possível avaliar qualquer alteração que possa prejudicar ou impedir que a prática esportiva seja realizada. “Por falta de exame realizado por um ortopedista, por exemplo, temos o relato de pessoas com dores na coluna vertebral, joelhos, tornozelos, quadril etc.”, diz Fernando Pessoa, treinador da Race Consultoria Esportiva.

A realização de exames em mulheres acima dos 35 anos pode prevenir principalmente as doenças coronarianas, ligadas ao aumento de gordura nos vasos sanguíneos e que dão origem aos enfartos. Já quem realiza o check-up e tem menos de 35 anos consegue evitar as chances de alterações na estrutura do coração. Mesmo assim, os especialistas apontam que todas (independentemente da idade) devem fazer essa avaliação, porque a prática da corrida pode provocar uma situação de estresse que estimulará determinadas complicações que estão adormecidas.

A comerciante Ângela Mina Pereira, 43, está voltando a treinar depois de um período de três meses afastada e precisa dosar o ritmo nesse período de adaptação. “Fiz um check-up completo e, por enquanto, meu cardiologista me recomendou só caminhar. Mas me sinto segura, pois fiz todos os exames e tenho orientação médica”, comenta.

Conversamos com o especialista Gustavo Magliocca (@docmagliocca), médico da Sociedade Esportiva Palmeiras e diretor-médico da Care Club, que listou os principais exames – fundamentais e complementares – que devem ser realizados por quem decide começar a correr:

EXAMES FUNDAMENTAIS

Anamnese

Investigação sobre o paciente por meio de perguntas sobre seus hábitos e histórico de vida.

Eletrocardiograma em repouso

Avalia possíveis alterações no ritmo, na frequência e na contratilidade do coração quando se está deitado.

Ergométrico de esforço

Exame dinâmico que, além do comportamento da pressão arterial, avalia o ritmo, a frequência e a contratilidade do coração durante e após o esforço.

EXAMES COMPLEMENTARES

Exames bioquímicos

Hemograma completo (detecta anemias ou alterações relacionadas ao transporte de oxigênio), glicemia de jejum (identifica a diabete), ureia e creatinina (avalia a função renal), lipidograma completo (mede níveis de colesterol e triglicérides), hepatograma (avalia o fígado) e exame de urina.

Exames funcionais

Ergoespirométrico (mede a aptidão física cardiorrespiratória), holter de 24 h (avalia o ritmo cardíaco) e ecocardiograma (examina as funções cardíacas do ponto de vista estrutural).

Avaliação antropométrica

Verifica as relações entre os percentuais de gordura, massa muscular e água tecidual. Exemplos: exame de dobras e circunferências e bioimpedância.