Nova pesquisa sugere que a forma de ver o mundo durante uma caminhada pode trazer benefícios

Caminhar de maneira apreciativa pode melhorar o humor

Nova pesquisa sugere que a forma de ver o mundo durante uma caminhada pode trazer benefícios


Já é mais do que sabido que a prática de exercícios físicos pode melhorar o humor, trazer mais felicidade e reduzir riscos de ansiedade, depressão e outros problemas mentais. Mas um estudo recente publicado no The New York Times mostra que uma simples caminhada tem o poder, também, de transformar o dia para melhor.

No estudo, as pessoas que se propuseram a olhar com mais cautela para os objetos, momentos e vistas durante caminhadas curtas semanais se mostraram mais otimistas e esperançosas em relação aos caminhantes que não fizeram o mesmo. 

LEIA MAIS: Praticar atividades físicas pode aumentar a resposta a vacinas, diz estudo

As descobertas são subjetivas, contudo, indicam que as “caminhadas de admiração” (nome dado pelos autores do estudo) podem ser uma maneira simples de combater o mal-estar e as preocupações, além de trazer benefícios para a saúde mental.

O estudo publicado em setembro por cientistas da Universidade da Califórnia se concentrou em extrair as informações de pessoas de 60, 70 e 80 anos. Os voluntários foram divididos em dois grupos: um foi convidado a começar a andar pelo menos uma vez por semana, de preferência fora de casa, mas recebeu poucas outras ordens. O outro grupo também devia andar uma vez por semana, mas foi instruído a ter atenção às coisas que o caminho poderia oferecer.

“Basicamente, dissemos a eles para tentarem ir e caminhar por algum lugar novo”, disse Virginia Sturm, professora associada de neurologia da UCSF, que liderou o novo estudo. Os pesquisadores também sugeriram que os caminhantes prestassem atenção aos detalhes ao longo de suas caminhadas “olhando para tudo com olhos novos e infantis”.

Os caminhantes de ambos os grupos carregavam suas selfies pós-treino em um site de laboratório e completavam uma avaliação on-line diária de seu humor atual, se eles haviam caminhado naquele dia e como se sentiram durante as caminhadas.

Depois de oito semanas, foram comparadas as respostas e as fotos dos grupos. Não surpreendentemente, os caminhantes instruídos a visualizar e admirar o visual se tornaram hábeis em dar continuidade ao processo, mudando a forma de ver o mundo. Um dos pesquisados chegou a dizer que passou a apreciar “belas cores do outono”.

Os pesquisadores também encontraram diferenças na sensação de bem-estar dos grupos. No geral, os admiradores caminhantes se sentiam mais felizes, menos perturbados e mais conectados socialmente do que os homens e mulheres do grupo de controle. 

Os pesquisadores notaram ainda uma variação nas afeições dos rostos dos participantes. Ao longo das oito semanas, o tamanho do semblante dos caminhantes admiradores encolheu em relação ao cenário ao seu redor. Seus rostos ficaram menores, o mundo maior – nada semelhante ocorreu nas fotos do grupo controle.

LEIA MAIS: Como perder peso de forma saudável?

Em estudos anteriores, pessoas que relataram sentir admiração pelo percurso também mostraram ter menos estresse emocional e níveis mais baixos de substâncias relacionadas à inflamação do corpo. A conclusão disso? Caminhar admirando o mundo ao seu redor pode te fazer mais feliz!